Mary Trujillo Cigana

Minha idade é milenar...

Sou de muitas eras!

Moro em: São Paulo

Eu gosto:De fazer poesia,

de dançar, de ir às festas...

Amo os animais,

os amigos, minha

linda família...

E amo demais

o meu amor...

É claro!

E Deus acima

de tudo sempre!

O que não gosto:

De levantar cedo...

Falsidade, inveja,

injustiça e fofoca...


Noite...
Sou lua...
Sou estrela...
Sou teu fogo abrasador...
Sou tua caça...
Sou fera
Sedutora...
Sou tua vida...
Teu alimento,
Meu amor!
Mary Trujillo


Mujer Apasionada



Minha filhinha Sapeka.
Mãe do Pepeto e da Fifi.
São meus três peludinhos amados.
Mary Trujillo


Meus dois nenéns queridos
Pepeto & Fifi.
Filhos da minha gatinha siamesa...
que é linda e de olhos bem azuis.
Amo meus três filhinhos.
Adoro os animais!
Mary Trujillo



 





Ping Pong


Meu Canal de vídeos
no You Tube


 



Em nossos devaneios... Deixamos nossas almas Viajarem para o doce encontro... Numa etérea e mágica troca de carícias. Telepaticamente nos amamos e esquecemos Tempo... Hora... Todos os desencontros... Para viver dos sonhos... Todas as delícias!... Mary Trujillo 17.02.2008

 


 


Mujer Apasionada


Roberto Carlos.
O eterno "Rei"



Elis, sempre "Regina"!






 


Award


 






 


 



Cartas Ciganas Online:
É só clicar nas cartas
para saber sua sorte.


Tarô online dois:


** Músicas **

 


Rádio Cigana

Gypsy Soul.Fm






* Livro de Visitas *


 




Acadêmico
ocupa a cadeira n.11
Assessora de
Divulgaçao/AVPB


Membro Efetivo


 

 


 



Meus sinceros
agradecimentos
ao grande
poeta e estimado amigo
Lupércio Mundim,
pela distinção com
que fui agraciada!
 

 


 


Venha fazer parte do grupo
"Doce Mistério".
É só clicar no selinho


Blogs Amigos...

 


 




Mary Trujillo

 


* Vídeos Ciganos *

Dalila Helwa ya balady Egypt my Beautiful Home Land Maravilhoso, imperdível! Mary Trujillo


 


















 



****

Blog desenvolvido por:
Mary Trujillo

****

Supervisão geral:
Roberta Viana - Sollua

 





 

 



Bandeira Cigana


Histórico:

-
30/09/2012 a 06/10/2012
- 12/02/2012 a 18/02/2012
- 14/08/2011 a 20/08/2011
- 16/01/2011 a 22/01/2011
- 11/07/2010 a 17/07/2010
- 16/05/2010 a 22/05/2010
- 02/05/2010 a 08/05/2010
- 13/12/2009 a 19/12/2009
- 04/10/2009 a 10/10/2009
- 03/05/2009 a 09/05/2009
- 05/04/2009 a 11/04/2009
- 11/01/2009 a 17/01/2009
- 28/12/2008 a 03/01/2009
- 09/11/2008 a 15/11/2008
- 19/10/2008 a 25/10/2008
- 31/08/2008 a 06/09/2008
- 29/06/2008 a 05/07/2008
- 01/06/2008 a 07/06/2008
- 04/05/2008 a 10/05/2008
- 13/04/2008 a 19/04/2008
- 30/03/2008 a 05/04/2008
- 16/03/2008 a 22/03/2008
- 09/03/2008 a 15/03/2008
- 02/03/2008 a 08/03/2008
- 24/02/2008 a 01/03/2008
- 17/02/2008 a 23/02/2008
- 10/02/2008 a 16/02/2008
- 03/02/2008 a 09/02/2008
- 27/01/2008 a 02/02/2008

 





Outros sites:

- Canto Mágico Mary Trujillo
- Canteiro de Versos
- Sonhando com José Maciel
- Sonhando com José Maciel - Cantinho Latino
- Mundo Virtual de Betsy Calisto - Chile
- Faria Canto Mágico & Sonhos - Canadá
- Puente de Amistad Marta Villavicencio
- Mapay de Matty Canales
- Família Borba Pinheiro
- Yara Nazaré
- Recanto das Letras
- Nadir A D'Onofrio
- Fragrância da Alma
- Recanto & Encantos
- Ramore Poemas
- Falena - Espanha
- Porto dos sonhos & das Poesias
- Grace Spiller
- Ligia Tomarchio
- Amor em Verso e Prosa
- Milhas de Amor
- Magia & Poesia
- Meus Momentos
- Vida Transparente
- Ana María Zacagnino
- Cochilando nas Estrelas
- Homenagem
- Site José Ernesto
- Alzira Macedo
- Ógui L. Mauri
- Museu Cigano
- Simplesmente Beija Flor
- Nina Aguamarina
- Seara da Cultura
- Mujer Apasionada
- Vida Transparente
- Blog Sylvia Cohin
- Vera Jarude
- Eda C. da Rocha
- Recanto dos Sonhos
- A voz do coração
- Fragmentos dos meus sonhos
- Cenário de Sentimentos
- Magia Gifs
- Na exposição do meu céu interior: O coração
- Minha Casinha
- Coletânea do Saber
- Vera Mussi Poesias
- Desde mi silencios
- Agregarte Maria Cristina Garay
- Maria Cristina Diccionario
- Escritores & Poetas
- Nan Hoelzle
- Criando Sonhos
- Alma Arte Poesia
- Fantasias da Alma
- Poetas de Ouro
- Pensamento Liberal
- Homenagem aos poetas e formatadores
- Zilca Poesias
- Alma Cigana Mary Trujillo

 






Indique esse Blog


 



Contador:

Código html:
Cristiny On Line





 
 
Nem a Morte nos Separou!...
Marilena Trujillo

Nem a morte nos separou!...
Não insista, ele nunca lhe amou...
Seu amor sempre foi meu...
O destino ingrato nos condenou...

Nas noites de luar, é comigo
Que ele sonha, nós dois na cabana,
Amor, meu veneno, minha pele...
E nossa paixão quente... Insana...

Voltei amiga, voltei cigana, para
Resgatar o que sempre foi meu.
Mesmo vibrando em seus braços,
Ele sonhava com os carinhos meus!

Voltei disposta a lutar, rever meu povo.
Sentir o gosto da sua boca e alma...
Nunca o trai, apenas parti, sou nômade,
Aventureira, essa é minha sina, meu karma.

Voltei amiga, voltei para lutar por ele,
Seu amor é meu, só eu o conheço...
A sina acabou, pagamos todos os erros
Ele me quer, sempre quis, desde o começo.

A fogueira queima, nosso povo está feliz,
A dança começou, ele espera meu beijo,
Meu carinho e veneno, aceite cigana, ele
Me ama, sempre amou, nunca esqueceu!

Diga-lhe de uma vez, Adeus!...
Mary Trujillo
 
(c) 2008
São Paulo - Brasil
Direitos Registrados
 


- Postado por: Mary Trujillo às 00h31
[ ] [ envie esta mensagem ]

 





 
 
 
 
As Jóias Para Os Ciganos

Para os ciganos, os anéis sempre tiveram um
significado especial. É o símbolo do amor,
da eternidade do casamento e um dos
talismãs mais utilizados
nas práticas mágicas.
Esse conhecimento e essa valorização
do anel como peça importante de nossa
cultura tem suas origens no Velho Egito,
por onde passaram os ciganos
há milhares de anos atrás.
No British Museum, da Inglaterra,
há um anel de ouro,
com um engaste liso e oval,
onde consta a seguinte inscrição:
"Maãt, a dourada dama de ouro das duas terras".
Segundo estudos feitos, o anel foi feito
entre 1000 e 1200 A.C., isto é,
em torno de três mil anos. O círculo
sempre foi considerado um
símbolo mágico, porque representa
a vida, segundo os iniciados,
já que não tem princípio nem tem fim,
mas é uma constante renovação,
algo em que os egípcios acreditavam
piamente e no que investiram todo o
seu conhecimento, chegando a um nível
não mais alcançado por nenhum povo
na preservação e mumificação dos
corpos, para que um dia
retornassem à vida. Assim, nos amuletos
e talismãs de origem
cigana, anel, pulseiras e colares
têm um significado especial porque
representam o círculo e todo o conceito
nele envolvido de eternidade, renovação
e crença numa vida futura. Ainda persiste
uma certa confusão quanto à diferença
entre o amuleto e o talismã.
Para simplificar, podemos dizer que
o Amuleto é um instrumento passivo,
isto é, ele não provoca mudanças,
apenas protege contra todo
tipo de forças negativas. É uma arma
defensiva, por assim dizer,
guardando seu portador de ataques
maléficos de toda sorte.
O Talismã é um instrumento ativo,
pois provoca mudanças na sorte,
no destino e em geral, conforme
a intenção de quem o prepara,
sempre dentro de um ritual predeterminado,
que invoca as forças necessárias e adequadas
para o objetivo em questão.
Um Amuleto pode ser permanente,
protegendo indefinidamente seu portador
contra o mau-olhado, por exemplo.
O Talismã, uma vez atingido o
objetivo proposto, perde a sua validade,
como um que seja feito para conquistar
uma determinada pessoa. Assim que isso
for conseguido, cessam os efeitos do
talismã e ele será descartado, sendo
normalmente jogado em água corrente,
às costas de seu possuidor,
que deverá se afastar sem olhar para trás.

Pesquisa Mary Trujillo

(c) 2008
São Paulo - Brasil
Direitos Registrados
 


- Postado por: Mary Trujillo às 00h30
[ ] [ envie esta mensagem ]

 





 

Magias Ciganas
 
Banhos

Para atrair o Amor

2 litros de leite
4 colheres de mel
1 maçã vermelha ralada
2 pauzinhos de canela
Ferva o leite e acrescente os demais ingredientes.
Deixe esfriar. Coe e use após o banho higiênico,
da cabeça aos pés. Cubra a cabeça
com uma toalha e
Se vista sem enxugar-se,
ou coloque um roupão.

Fartura e Prosperidade

4 litros de água mineral
6 paus de canela pequenos
1 colher de chá de noz moscada ralada
6 folhas de louro
1 colher de sopa de erva-doce ou funcho
6 moedas douradas ou uma peça de ouro
Pétalas de rosa amarela
Num dia de lua cheia, ferva a água e acrescente
os demais ingredientes, exceto as pétalas
da rosa amarela. Coe. Guarde as peças de
ouro e as moedas. Deixe esfriar e antes de
utilizá-lo, acrescente as pétalas de rosa.
Tome o seu banho habitual e utilize a mistura
derramando-a generosamente da cabeça aos pés.
Cubra a cabeça com uma toalha e se vista
sem enxugar-se, ou coloque um roupão.

Para Sorte e Harmonização

4 litros de água mineral
2 colheres de sopa de óleo de
amêndoa para o corpo
10 gotas de essência de rosas
Pétalas de rosa branca, lírio e angélica
1 quartzo branco bruto
1 quartzo rosa bruto
1 citrino bruto
1 ametista
Numa noite de lua crescente, coloque todos
os ingredientes numa vasilha grande e
deixe-a num local onde possa receber
o frescor da noite e a luz da lua.
Na manhã seguinte, após o banho higiênico,
banhe-se na mistura, comprimindo
as pétalas de rosa sobre a pele do corpo.
Não se enxugue. Se vista com um roupão
e enrole uma toalha nos cabelos.
Se vista com roupas claras

Para Proteção Espiritual

10 ramos de alecrim fresco, sem os galhos
30 gotas de essência de verbena
1 punhado de sal grosso
4 litros de água mineral
Ferva a água, desligue a chama e coloque
os ramos de alecrim e o sal grosso. Deixe esfriar.
Macere o alecrim com as mãos, como
quem esfrega uma roupa. Antes de utilizar
o banho, acrescente as gotas de verbena. Banhe-se
do pescoço para baixo e deixe a água secar
naturalmente ou use um roupão. Duas horas
depois, tome uma chuveirada,
se estiver sentindo um sono anormal.

Para afastar o mau olhado ou quebranto

3 litros de água mineral
1 garrafa de cerveja clara
Misture a cerveja com a água e banhe-se
da cabeça aos pés, após o banho higiênico.
Enrole uma toalha na cabeça
e vista-se sem enxugar-se.

Para retirar a negatividade

4 litros de água mineral
2 punhados de sal grosso
2 dentes de alho roxo cortados em cruz
5 galhos de arruda macho
5 galhos de arruda fêmea
Ferva a água com os dentes de alho cortados.
Quando a água estiver morna, acrescente a arruda,
tratando de macerá-la, até que esteja totalmente
desfeita. Misture o sal. Deixe esfriar e coe.
Use do pescoço para baixo, após o banho habitual.
 Passadas duas horas, tome uma chuveirada
de água morna ou fria. Faça na lua minguante.

Pesquisa Mary Trujillo

(c) 2008
São Paulo - Brasil
Direitos Registrados

 



- Postado por: Mary Trujillo às 00h28
[ ] [ envie esta mensagem ]